8 de dezembro de 2007

Quando...


"...Quando ele me penetra eu deixo sair as tensões. Milímetro por milímetro, me puxando. Apertando, segurando. Sou viciada em resistência física extrema, um maratona de intensidade libertadora. Solto meus músculos, meus tendões, minha carne, minha raiva, minhas células, minha vida. Ao mesmo tempo puxo, sugo e o trago para dentro. Abrindo e sugando, uma coisa só. Bem-aventurada, aprendi, ao ser sodomizada, que esta é um experiência de eternidade num instante de tempo real. A sodomia é o ato sexual de confiança final. Quero dizer, você realmente pode se machucar - se resistir. Mas se deixar o medo para trás, literalmente ultrapassando-o... Ah, que felicidade se encontra do outro lado das convenções. A paz que se encontra além da dor. Ir além da dor é a chave.

Nenhum comentário:

esse eu indico

NASA Image of the Day