29 de dezembro de 2007

Eu Quero



1. Perder peso – Ok. Não suporto ver-me ao espelho por isso nada de dietas milagrosas que não tenho saúde para isso. Mas pelo menos uma dieta equilibrada, comer no máximo de três em três horas, evitar as gorduras e etc. e tal.


2. Fazer exercício físico – Para mim é mesmo uma violentação, porque exceptuando nadar, tudo o resto é um sacrifício. Porque raio deixei eu o cabelo crescer? Não há toca de piscina que não molhe a cabeleira! Em vista disto tudo e da minha natural preguiça, que tal fazer aquilo que todos os médicos recomendam: andar a pé? Também exige disciplina mas é mais fácil!


3. Aprender a organizar o meu tempo – Sou uma DROGA! Reconheço humildemente que me perco nos meus pensamentos, no meio de papéis e mais papeis, por entre projectos começados e nunca terminados. Chego ao fim do dia com uma sensação de culpa terrível porque me faltou fazer tanta coisa e perdi tempo sem sabe aonde!Ando voando até no chão.será o peso da idade??kkk Eu Juro...Vou conseguir


4. Aprender a gostar de mim – Façam o favor de não rirem, mas este ponto é mesmo muito importante e verdadeiro. A idade tem que se lhe diga e isto de a partir dos 37anos ver a minha cara no écran ou nas fotos, é um susto. Mas tenho a certeza que o mesmo acontece um pouco com todas as outras mulheres. É chegado o momento de aprendermos a gostar de nós mesmas pelo que já alcançámos até agora, pelo ser humano que somos, enfim, aceitar o espelho e o nosso coração.Mas me amo assim.Me cuido nê?


5. Aprender a dizer NÃO – Passamos a vida a fazer coisas, compromissos, a engolir palavras, a cumprir obrigações, eu sei lá, a lista é imensa. E a maior parte das vezes sabemos que não vamos ter reconhecimento nenhum, podemos até ser mal interpretadas, estamos a gastar energias em vão.
Mas a nossa educação fomentou em nós desde muito novas o sentimento de culpa. E é um peso enorme que transportamos todos os dias.
Mas a verdade, é que temos direito ao nosso próprio tempo, às nossas horas de lazer, ou de sonho, ou de fuga ou seja lá o que for. E de dizer NÃO quando temos que fazer algo que é uma violentação!


6. Abraçar aquele sonho impossível – Já falamos anteriormente sobre isto. Seja que sonho for: pintura, musculação, teatro, dança, não interessa. O que realmente importa é darmos a nós próprias o direito de sonhar e executar esse sonho, mesmo que não tenha mais-valias para ninguém, a não ser para nós mesmas.


7. Procurar a paz interior – Dito assim até parece estranho mas passo a explicar. No fim, este desejo prende-se com o peso da realidade, das responsabilidades, do tal complexo de culpa. Mas para mim, acima de tudo tem a ver com o optimismo que me falta.
Olho para as coisas de forma sempre negativa e como diz o tal livro “O Segredo” e já agora como sempre o disse o povo, esta é a forma mais errada de estar na vida. Li a definição que alguém (terá sido o Lobo Antunes?) deu sobre ser pessimista: “Eu não sou pessimista. Sou um optimista esclarecido” Quero mesmo deixa de ser esclarecida e aprender a saborear um dia de cada vez e mais nada!


8. Saber como alimentar o Amor e a Amizade – Talvez eu até o saiba, e todas nós, mas muitas vezes esquecemo-nos. Damos por adquirido aquilo que temos e não dizemos vezes suficientes às pessoas que amamos o quanto são importantes para nós.


9. Ser amável comigo mesma – Quando os meses começarem a correr, e eu voltar a olhar para esta lista, e verificar que não alcancei tanta coisa, lembrar-me de ser amável comigo mesma e perceber que sou apenas um ser humano, com capacidades por vezes limitadas, e muitas vezes erro mais do que acerto.


10. Aprender a distinguir o que pode ser alterado, aprender a aceitar o que não tem solução, saber distinguir – É. Parece fácil mas não é. Em vez de lutar contra moinhos de vento, um pouco de bom senso e introspecção talvez evitem muitas das cabeçadas que vou dar em 2008!

Aqui fica a minha lista. Faça a sua.


Nenhum comentário:

esse eu indico

NASA Image of the Day