25 de dezembro de 2007

Palavras Ditas


Lembro-me como se tivesse sido ontem...

Palavras ditas sem pensar,

palavras que nos atingiram e nos magoaram,

que chamaram à nossa presença o arrependimento de tudo o que foi vivido a dois.

Senti-me vazia e pedi que te afastasses...

Em simultâneo percorreu-me o corpo o medo do teu Adeus,

deixando notar o desejo de sentir-te

nem que fosse por mais um momento apenas.

Concedeste-me esse tempo e, com ele,

revivi as palavras antes ditas, uma por uma...

O tempo deu-me a oportunidade de perceber o quanto me fazes falta,

que só o medo de te perder me fez despertar

e acreditar que vale a pena continuar...

Hoje, ainda sinto em mim o beijo que selou o nosso compromisso,

porque quem gosta verdadeiramente

não é aquele que mais vezes diz "Amo-te"

mas aquele que mais vezes assume o arrependimento dos seus atos.

Um comentário:

Anônimo disse...

muito bom gosto ...me diga mais sobre voce???um abraço

esse eu indico

NASA Image of the Day